"Enquanto não conseguirmos suprimir qualquer uma das causas do desespero humano, não teremos o direito de tentar a supressão dos meios pelos quais o homem tenta se livrar do desespero."
Antonin Artaud

terça-feira, 26 de janeiro de 2010

Preciso me encontrar - compositor: Candeia


Uma pequena correção/elucidação,
porém que faz toda a diferença:
o fato de o compositor da poesia não ser o Cartola e sim o Candeia.
Cartola sim, foi o intérprete que a trouxe ao nosso conhecimento.

(http://cliquemusic.uol.com.br/artistas/ver/candeia)



Deixe-me ir preciso andar,
Vou por aí a procurar,
Rir pra nao chorar.

Deixe-me ir preciso andar,
Vou por aí a procurar,
Rir pra nao chorar.

Quero assistir o sol nascer,
Ver as águas dos rios correr,
Ouvir os pássaros cantar,
Eu quero nascer quero viver...

Deixe-me ir preciso andar,
Vou por aí a procurar,
Rir pra não chorar.

Se alguem por mim perguntar,
Diga que eu só vou voltar,
Depois que eu me encontrar...

Quero assistir o sol nascer,
Ver as águas dos rios correr,
Ouvir os pássaros cantar,
Eu quero nascer quero viver...

Deixe-me ir preciso andar,
Vou por aí a procurar,
Rir pra nao chorar.

Deixe-me ir preciso andar,
Vou por aí a procurar,
Rir pra nao chorar.

sexta-feira, 22 de janeiro de 2010

Music for one apartment and six drummers



fiquei atônito...

no limiar do absurdo...
esse vídeo vem dalí, da linha da tensão, onde se formam/desenvolvem as melhores coisas...

marcus.

sábado, 16 de janeiro de 2010



And I can't face the evening straight
You can offer me escape
Houses move and houses speak
If you take me there you'll get relief
Relief, relief, relief

...

It's too much
Too bright
Too powerful

sexta-feira, 15 de janeiro de 2010

O Livro do Desassossego



"Tendo visto com que lucidez e coerência lógica certos loucos justificam, a si próprios e aos outros, as suas idéias delirantes, perdi para sempre a segura certeza da lucidez da minha lucidez."
Bernardo Soares
em O Livro do Desassossego
(heterônimo de Fernando Pessoa)

pensamento sobre: "Lê Nietzsche, não sê nietzscheano"

"Lê Nietzsche, não sê nietzscheano." (Frase colhida nos arquivos do amigo De Morais)
Acerca disto, penso: pedra que deve ser recolhida para a viagem/busca.

Lembra que a busca se faz meta, e a meta dilui-se em novas buscas.
Os pontos de vista mais diversos - seja o singular e o universal, a metafísica e a matemática, a filosofia e o dia-a-dia - precisam ser encarados todos como inter-conectados, numa transdisciplinaridade que facilita a compreensão dos saberes, das coisas, dos mundos...

quarta-feira, 13 de janeiro de 2010

De chocolate a Morfina

In his book Chocolate to Morphine Dr. Andrew Weil correctly contends that, "Any drug can be used successfully, no matter how bad its reputation, and any drug can be abused, no matter how accepted it is. There are no good or bad drugs; there are only good and bad relationships with drugs."