"Enquanto não conseguirmos suprimir qualquer uma das causas do desespero humano, não teremos o direito de tentar a supressão dos meios pelos quais o homem tenta se livrar do desespero."
Antonin Artaud

segunda-feira, 29 de outubro de 2007

o que resta além da tarde

Um sorriso contido num momento chave pode não determinar o que é o homem, porém ilustra suas intenções e traumas. Ao passo que um sorriso escorrido e solto pelas tardes grita o que há em seu âmago.
Entretanto, todo o entendimento depende de quem olha.
É no olho do observador que mora a beleza e a arte.

marcus T.

3 comentários:

Anônimo disse...

oa, marcu, cuidado pra tu num começar a gostar de bruno e marrone visse? ai é parada!

souzamt disse...

Me faltou capacidade para compreender tal comentário.

rodrigo disse...

" o que resta além da tarde" ao fim de cada crepúsculo, é mais um alívio de uma (in)compreensão.